Um livro, um debate e um concerto para assinalar a data

Paralelamente aos vários momentos de programação que estão previstos decorrerem no centro da cidade, a 5 de dezembro, no âmbito do projeto ALUMIA, a Câmara do Porto vai também assinalar com diversas iniciativas a efeméride dos 20 anos da classificação do Centro Histórico como Património Mundial pela UNESCO.

Uma dessas iniciativas, agendada para as 18,30 horas do dia 5 de dezembro, na Biblioteca do Seminário Maior, é o lançamento do livro “Porto Património Mundial – 20 anos|20 imagens”, que será apresentado por Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto.

Resultado de uma parceria entre a autarquia e a Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM), o livro reúne um conjunto de fotografias alusivas ao Centro Histórico, captadas por 20 fotógrafos nacionais, além de textos de Álvaro Domingos (Geógrafo e Professor da FAUP), Gaspar Martins Pereira (Historiador e Professor na FLUP) e Manuel Carvalho (Jornalista e redator principal do jornal Público). Está traduzido para inglês e francês e será vendido nas lojas da INCM por 20 euros.

Após o lançamento do livro, e também na Biblioteca do Seminário Maior, terá lugar um debate moderado pelo editor Executivo da revista Monocle, Steve Bloomfield, a partir das 19 horas, com vários convidados internacionais, a divulgar brevemente. O tema será o Património Mundial.

Finalmente, pelas 22 horas, o Salão Árabe do Palácio da Bolsa será palco de um concerto festivo, intitulado Al-Mu’tamid, Rei Poeta do Al Andaluz. O projeto artístico integra diversos músicos portugueses, espanhóis e marroquinos, que compuseram temas originais a partir de poemas de Al-Mu’tamid, o mais brilhante poeta Ibero-Árabe do Séc. XI.

Os temas serão cantados em cada uma das línguas dos três países que hoje integram o território geográfico de maior influência do Al-Andalus, Portugal, Espanha e Marrocos, reativando assim os valores de uma herança cultural que atribui a sua longevidade à diversidade de povos e culturas, tradições e costumes, religiões e cultos.